Regina Duarte deixa internautas horrorizados com fala sobre as mortes da ditadura em entrevista a CNN, veja os piores momentos! | BreakTudo
Cinema e TV Notícias

Regina Duarte deixa internautas horrorizados com fala sobre as mortes da ditadura em entrevista a CNN, veja os piores momentos!

Regina na CNN (Reprodução/Internet)

O nome da atriz Regina Duarte está neste momento nos Trending Topics do Twitter no Brasil, muitos internautas repercutem horrorizados a fala da nova Secretária da Cultura sobre as mortes da época da ditadura.

Regina deu uma entrevista para a CNN Brasil nesta última quinta-feira (07), e em certo momento falando sobre as mortes geradas pelo Coronavirus, ela começou a cantar a marchinha ‘Pra Frente Brasil’, música que marcou a ditadura e perguntou: “Não era gostoso cantar isso?” e o entrevistador respondeu “é que foi um período muito difícil né, tem muita história, muita gente morreu, essa é a questão, enfim”.

A atriz minimizou o número de mortes da época da ditadura e deu até risada: “Cara desculpa, na humanidade, não para de morrer. Se você fala ‘vida’, do lado tem morte. Sempre houve tortura. Stalin, Hitler, quantas mortes… não quero arrastar um cemitério de mortes nas minhas costas”.

Em vários momentos Regina apareceu exaltada, mas o ponto que acabou encerrando a entrevista foi quando a mostraram a ela o vídeo de Maitê Proença pedindo mais ação de Regina pela cultura, que pouco está fazendo.

Toda a fala de Regina, o contexto no que foi falado, a reação e d eboche ao falar de assuntos sérios, deixou muitos internautas horrorizados. O Mídia Ninja reuniu os piores momentos das falas de Regina, veja abaixo.

Veja os comentários dos internautas:

Se Liga!  Ainda não nos segue no Instagram? Corre lá, nosso @ é @breaktudosite, voce pode nos seguir também no Twitter @breaktudo e no Facebook BreakTudo, aguardamos você lá.

Notícias sobre:

Sobre o autor

Redação

Siga o site nas redes sociais, Instagram @breaktudosite Twitter /Facebook @breaktudo

Comente

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *