Cinema e TV

O Outro Lado do Paraíso: Trama terá caso entre gays enrustidos, um casado, homofóbico e racista, saiba mais!

Rafael Zulu e Eriberto Leão são os atores que interpretam os gays enrustidos

Rafael e Eriberto (Reprodução/Internet)

A rede Globo segue na luta contra os vários tipos de preconceitos existentes na sociedade brasileira, a nova trama das 9h (O Outro Lado do Paraíso) vai abordar o tema do racismo, homofobia, o preconceito contra a personagem de Juliana Caldas que tem nanismo, além de falar sobre outras formas de preconceito. 

Falar sobre o racismo e nanismo não gera tanta preocupação na família tradicional brasileira, mais falar sobre homossexualidade toca na ferida da sociedade que ainda é muito preconceituosa contra a população LGBT. Com certeza o que vai dar muito o que falar na trama é o caso entre Cido (interpretado pelo ator Rafael Zulu) e Samuel  (interpretado por Eriberto Leão). 

Cido é motorista de Sophia (Marieta Severo) há muitos anos. Ele é casado com Irene (Luciana Fernandes), empregada na casa de Clara (Bianca Bin). Cido é um gay não assumido e acabará se envolvendo com Samuel, que também é uma gay enrustido, que para manter as aparências e por não se aceitar, é homofóbico e racista. 

Samuel é uma médico psiquiatra, ele é filho de Adinéia (Ana Lúcia Torre) e se envolverá com a enfermeira Suzy (Ellen Rocche) na tentativa de esconder sua homossexualidade.

 “O Cido é casado com uma mulher e tem uma história bem bacana, mas o personagem do Eriberto Leão começa a gostar do Cido e eles tem um caso avassalador em dado momento da trama”, revelou Rafael Zulu ao site TV Foco, o ator falou sobre Samuel:  “ele é homofóbico, racista e machista”. 
Sobre Cido ainda não tem muitas informações e o que se sabe até o momento é que ele é mal resolvido com o a sua sexualidade, o que dá margem para que o personagem talvez seja bissexual:  “De fato não tem nada escrito, mas ele não está muito bem resolvido. Ele [Cido] é um cara feliz no casamento com a mulher, mas tem um caso com o personagem do Eriberto”.
Nas redes sociais muita gente está criticando a novela por abordar o assunto e estão dizendo que a Globo está querendo corromper a família tradicional, mas o fato é que a novela irá representar o que acontece na vida real. Como a sociedade é bem preconceituosa tem muitos gays casados contra a vontade fingindo serem héteros. 

Notícias sobre:
Curta nossa página e siga-nos no Instagram @breaktudoreal e no Twitter @breaktudo

Sobre o autor

Redação

Escrito pela equipe do BreakTudo. Siga o site nas redes sociais, Instagram @breaktureal Twitter /Facebook @breaktudo