Luca Moreira

Luca Moreira e Cleo Pinna relembram época de “Mato Sem Cachorro” em entrevista

Destaque como modelo nos concursos Miss Rio de Janeiro Fashionista desse ano e o Miss Rio de Janeiro em 2014, além de também se dedicar à carreira de atriz desde jovem, Cleo Pinna já esteve na série “Conselho Tutelar” e em 2012 no filme “Mato Sem Cachorro”.

Você como artista já teve vários trabalhos incríveis, tanto na televisão, como no teatro e além do filme “Mato Sem Cachorro” de 2012. Na sua opinião como atriz, qual é a principal diferença entre interpretar para as três áreas? A técnica exigida é diferente? Na verdade interpretar é uma arte, independente da área; porém, para o teatro a interpretação é um pouco diferente… precisa ser mais intenso, os movimentos são maiores e a nossa forma de falar precisa ser mais forte.
Sem contar que é ao vivo, estamos cara a cara com o público!

Como e quando foi que você decidiu que gostaria de ser atriz? A decisão de me tornar atriz veio com o tempo; o meu primeiro trabalho foi aos três anos de idade, como modelo de uma campanha publicitária para o dia das mães. Desde então, não parei mais… hoje, eu não me vejo fazendo outra coisa. Ser atriz, é a profissão eu quero seguir! Minha mãe sempre me incentivou, me apoia, e está ao meu lado nessa batalha.

Além de atuar, você também tem uma extensa carreira como modelo, inclusive tendo ganhado o Miss Rio de Janeiro Fashionista desse ano e o Mini Miss Rio de Janeiro em 2014. Você acredita que o trabalho como modelo, ajude um pouco a construir seu trabalho como atriz? Ser modelo e ser atriz… apesar de ambas serem carreiras vinculadas ao meio artístico, são duas profissões completamente distintas. Na minha opinião… ganhar um concurso de beleza pode te dar algum destaque como modelo, mas como atriz não influencia em nada!

Você como ainda é criança, provavelmente está estudando ainda. Fica muito difícil ter que conciliar o trabalho com a escola e o dia-a-dia? Para mim não existe dificuldades, principalmente quando você faz o que ama. Eu estudo no horário da manhã, e quando estou trabalhando como atriz, geralmente as gravações são à tarde; e os encontros e festinhas com os amigos, geralmente acontecem nos finais de semana… então, dá para conciliar tudo.

Qual é a melhor e a pior parte de ser trabalhar como atriz? A melhor parte, é que eu faço com prazer aquilo que mais gosto; e a pior parte, não existe para mim!

Deixe uma massagem para finalizarmos. Nunca desista dos seus sonhos! Estude o máximo que puder, e se dedique em tudo que fizer.

Siga nos nas redes sociais

@BREAKTUDOREAL

@BREAKTUDO

@BREAKTUDO

Sobre o autor

Luca Moreira








Siga no Twitter