HomeFamososJustiça permite tratar homossexualidade como doença e internautas fazem campanha contra a...

Justiça permite tratar homossexualidade como doença e internautas fazem campanha contra a homofobia

Famosos como Leandra Leal e Valesca Poposuda já protestaram contra a liminar

Reprodução/Internet

Nesta segunda-feira (18/09) saiu a notícia de que A Justiça Federal do Distrito Federal permitiu, em caráter liminar, que psicólogos possam tratargays e lésbicascomo doentes e possam fazer terapias de “reversão sexual” sem sofrer nenhum tipo de censura por parte do Conselho Federal de Psicologia (CFP).

De acordo com informações da revista esta “cura gay” é algo é proibido por meio de uma resolução editada pelo CFP em 1999, já que desde 1990 a homossexualidade deixou de ser considerada doença pela Organização Mundial da Saúde. O CFP vai recorrer às instâncias superiores.

O juiz mantém a resolução do CFP , porém ele determina que o Conselho Federal de Psicologia não impeça os psicólogos de promover estudos ou atendimento profissional, de forma reservada, pertinente à reorientação sexual, sem nenhuma possibilidade de censura ou necessidade de licença prévia.

Os gays, lésbicas,transexuais, bissexuais e defensores dos direitos LGBTs não concordam com a permissão do juiz permitiu, em caráter liminar, que psicólogos possam tratar gays e lésbicas como doentes e possam fazer terapias de “reversão sexual”. Porque isso pode fazer com que o preconceito aumente ainda mais e os gays, lésbicas,transexuais e bissexuais sejam tratados como pessoas doentes, apenas pela sua orientação sexual.

Estudos comprovam que a homossexualidade não é uma doença, sendo assim, não pode ser curado. O que pode haver é repressão do que os que as pessoas setem e fazer com que elas fiquem ou voltem para o “armário”.

Neste momento os internautas estão com a hashtag #HomofobiaÉDoença no topo dos Trending Topics do Twitter no Brasil.

Confira alguns tweets:

 

Redação
Redaçãohttps://www.breaktudo.com/
Notícias da música, televisão, internet e muito mais feitas pela redação do site.
Artigos relacionados

RECENTES