Connect with us

Música

Internautas pedem que parem de associar o feminismo e homossexualidade ao assassinato do menino Rhuan

Publicado

on

Rhuan (Reprodução/Internet)

Na tarde desta sexta-feira (14), o nome da atriz Isis Valverde chegou aos Trending Topics do Twitter e o motivo? Após pedir justiça para o caso do menino Rhuan Maycon da Silva Castro, que foi morto brutalmente pela mãe e pela madrasta, a atriz compartilhou uma imagem no Instagram no qual o simbolo do feminismo aparece mantando Rhuan e isso está dando muito o que falar.

Muitos internautas estão dizendo que a atriz fez um desserviço para a sociedade ao associar o feminismo a morte do menino, outros dizem que ela acabou indiretamente acabou associando a homossexualidade ao caso. A imagem compartilhada pela atriz sugere que o feminismo mata e muitos internautas contra LGBTs associaram o morte do menino ao fato das mulheres serem homossexuais.

Associar o feminismo e a homossexualidade ao caso brutal é muito errado, pois porque o casal que matou Rhuan era homossexual, não quer dizer que os homossexuais sejam monstros como as assassinas do menino. Sobre o feminismo, nem se tem relatos de que as duas mulheres eram feministas. O perigo de fazer essa associação é que pessoas que não tem a cabeça aberta criam ódio de homossexuais e feministas.

A influenciadora Dani Moraes Blum da página @feminiismo no Instagram, que tem mais de 620 mil seguidores, fez uma publicação repudiando a associação do assassinato brutal do menino Rhuan ao movimento feminista. A jovem postou uma foto com o filho e escreveu na legenda: “Sou mãe, FEMINISTA e meu filho é um menino lindo chamado Benício”.

“O feminismo luta contra o machismo que nos mata, estupra, violenta e silencia diariamente, mas jamais estaria associado ou compactuaria com um crime como esse.
Como mãe de um menino me sinto completamente ofendida de ter a maternidade feminista associada a esse crime, quem me acompanha lá no @danimoraesbrum sabe que eu pratico a crianção com apego e não violenta, sabe do meu carinho e amor por esse serzinho cheio de luz e mesmo que seja somente pela internet, tenho todas as pessoas ao meu redor que sabem de como eu mudei minha vida e abdiquei de diversas coisas para maternar”, escreveu ela (Post completo dela no final da página)

Uma internauta comentou no Twitter: “Agora a louca da Isis Valverde acha que porque a gente é gay vai ficar do lado de duas loucas que mataram uma CRIANÇA. Por acaso os heteros ficam do lado dos loucos que matam e roubam porque eles são heteros? Caráter não tem nada a ver com sexualidade não, gente. Acordem!”

“Não é culpa do feminismo. não é culpa de sexualidade. o que aconteceu com Rhuan foi culpa de mente doentia. mente doentia e psicopata não escolhe gênero e muito menos sexualidade. Ísis Valverde, não desmereça nossa causa feminista. É o mínimo que tu podes fazer como MULHER!”, comentou outra internauta.

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Sou mãe, FEMINISTA e meu filho é um menino lindo chamado Benício. Repudio veemente a associação do assassinato brutal do menino Rhuan ao movimento feminista. Eu JAMAIS cometeria uma atrocidade dessas com meu filho. O feminismo luta contra o machismo que nos mata, estupra, violenta e silencia diariamente, mas jamais estaria associado ou compactuaria com um crime como esse. Como mãe de um menino me sinto completamente ofendida de ter a maternidade feminista associada a esse crime, quem me acompanha lá no @danimoraesbrum sabe que eu pratico a crianção com apego e não violenta, sabe do meu carinho e amor por esse serzinho cheio de luz e mesmo que seja somente pela internet, tenho todas as pessoas ao meu redor que sabem de como eu mudei minha vida e abdiquei de diversas coisas para maternar. Eu estou desanimada de ter que falar o óbvio, mas estou com o corpo tremendo desde que eu vi essa associação absurda, sou mãe, mulher, dona dessa página e acima de tudo tenho um respeito enorme por todos os indivíduos, principalmente pelo menino que eu dei a luz em uma madrugada de inverno em julho de 2017. Tenho sempre um total cuidado para fazer minhas falas e inclusive discordo de inúmeras pessoas que fazem falas absurdamente polêmicas e que não explicam o contexto e que repercutem de maneira completamente negativa, pois elas não tiveram respeito pelas pessoas que estavam lendo ou ouvindo o que estava sendo dito. Espero que parem de fazer da morte desse menino uma tentativa de criminalizar o movimento feminista, mas que aprendam com um caso como esse que caráter não tem gênero e que isso vale tanto para mulher quanto para o homem. Lembrem-se: nós combatemos o machismo, nos lutamos por equidade e somos um movimento antissexismo. Enquanto mãe, minhas preces estão com esse menino, não consigo expressar o tanto que eu sinto por ele e o quanto que eu me revoltei ao ler sobre esse caso absurdo. Respeitem a maternidade feminista e não nos associem a essa barbaridade! Um grande abraço de uma mulher, mãe, feminista e dona dessa página @danimoraesbrum

Uma publicação compartilhada por feminismo ♀ (@feminiismo) em

Publicado por: Marcos 

Se Liga! Ainda não nos segue no Instagram? Corre lá, nosso @ é @breaktudosite, voce pode nos seguir também no Twitter @breaktudo e no Facebook BreakTudo, aguardamos você lá.

Advertisement
Clique para comentar