Em entrevista ao Som.VC , Flávio Saturnino, CEO do POPline, fala sobre como o mercado da música sobrevive em meio à pandemia e outros assuntos  | BreakTudo
Música Notícias

Em entrevista ao Som.VC , Flávio Saturnino, CEO do POPline, fala sobre como o mercado da música sobrevive em meio à pandemia e outros assuntos 

Flávio Saturnino (Reprodução/Internet)

Nesta última segunda-feira (11), Flávio Saturnino, o criador e CEO do Portal POPline participou de uma live com a S.O.M.vc (projeto do Mídia Ninja) no Instagram e falou de muitos assuntos interessantes para os fãs da música pop e música em geral no Brasil.

Flávio contou que o Portal POPline neste momento está operando apenas home office e que os projetos que eles trabalham no momento, são apenas aqueles que a equipe pode operar remotamente, como o Mask4all por exemplo, que é festival online que o POPline está produzindo e irá acontecer em breve.

Saturnino também falou sobre a questão de artistas do sertanejo como Marília Mendonça conseguir colocar 3 milhões de pessoas em sua live no YouTube e já artistas do pop como Anitta conseguir colocar menos pessoas, algo como 300 mil pessoas. Sobre isso, o empresário disse que pode está relacionado a experiência dos artistas sertanejos em fazerem live.

Como assim fazerem live? Flávio falou que os artistas sertanejos costumam não fazerem clipes, mas gravarem os shows e pegarem a parte da cada música e lançarem no YouTube como clipes oficiais, e isso cria uma costume dos fãs verem desta forma, não como clipes.

Sabemos que os artistas do pop como Anitta, costumam lançar clipes aos invés de gravarem os shows. Outro fator super importante que não há como negar, é que o sertanejo tem um mercado bem maior do que a música pop e foi falado disso também na live, o que ajuda a justificar a diferença entre o número expectadores de live uma de Anitta e de live de Marília Mendonça, que dentro cada de uma sua bolha, são consideradas rainhas.

Na entrevista, Flávio também falou sobre como artistas estão tendo reformularem suas estratégias de marketing e citou o exemplo de Lady Gaga, que irá lançar seu novo álbum no dia 29 de maio, e por conta da pandemia teve que adia o lançamento, reformular a estratégia focando apenas no digital.

Também foi falado na live que está no Instagram @som.vc, sobre o fato do fãs de música pop serem tão exigentes e assim como eles podem subir uma artista, eles podem deixar esse artista cair ou até mesmo derrubarem. Exemplo disso é quando um artista fãs algo errado e os fãs cancelam ele, subindo a hashtg #FulanoIsOverParty.

Basicamente Flávio falou que no momento as grandes empresas, gravadoras, que trabalham com música, os artistas focam suas ações para a internet e um exemplo disso são as lives. O empresário observou que o Brasil parece está muito a frente de outros países na questão das lives, pois vemos as lives dos artistas estão ficando cada vez melhores e elas conseguem muitos patrocínios de marcas por causa da grande audiência.

Se Liga!  Ainda não nos segue no Instagram? Corre lá, nosso @ é @breaktudosite, voce pode nos seguir também no Twitter @breaktudo e no Facebook BreakTudo, aguardamos você lá.

Sobre o autor

Redação

Siga o site nas redes sociais, Instagram @breaktudosite Twitter /Facebook @breaktudo

Comente

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *