Cinema e TV Notícias

13 Reasons Why: Associação de país quer retirar segunda temporada do ar por causa de cena de novo estupro

Tyler (Reprodução/Netflix)

Atenção: Tem alguns spoilers da segunda temporada da série 13 Reasons Why. Não leia se não quiser saber o que acontece.

A segunda temporada da série 13 Reasons Why chegou à Netflix no dia 18 de maio e muita gente já terminou de assisti-la, ela trás muitas discussões importante para os dias atuais da vida dos jovens. O penúltimo e último episódio da segunda temporada trás muitas cenas chocantes, tem armas, violência e violência sexual. 

No último episódio a cena que mais chocou o público é da Tyler (Devin Druid) sendo estuprado com um esfregão  banheiro da escola por Montgomery (Timothy Granaderos)  e seus amigos, vale lembrar que na série Hannah e Jéssica foram estupradas por Bryce. A cena é realmente chocante e ela está gerando muitos discussões, e por conta disso a associação de pais Parents Television Council, trabalha para tirar a série do ar. 

De acordo com a entidade, “13 reasons why” é “uma bomba relógio para crianças e adolescentes”. Ligado a católicos conservadores, o Parents Television Council defende a censura da série por considerar seu material “potencialmente nocivo”.

Porém, podemos dizer que 13 Reasons Why é uma série muito importante para melhorar a sociedade, pois trás discussões importantes e não esconde a realidade. Coisas que acontecem na escola da série, acontecem nas escolas da vida real e enquanto não forem tomadas atitudes para ver que o problema existe e nada for feito, não irão parar de acontecer. 

O criador  da série Brian Yorkey respondeu à polêmica e defendeu a cena, ele alegou ao site Vulture que incluiu após a cena após pesquisar sobre violência sexual contra garotos no ambiente escolar.

“Nós estamos comprometidos a contar histórias verdadeiras sobre coisas que os jovens passam da maneira mais corajosa que pudermos”, disse o roteirista e produtor. 

Brian disse que foram colocados avisos no episódio de que haveriam cenas fortes. “Mas o fato é que, por mais intensa que a cena seja, ou por mais fortes que as reações sejam, não chega nem perto da dor vivenciada pelas pessoas que realmente passam por essas coisas”, disse. 

“Quando dizemos que algo é ‘nojento’ ou ‘difícil de assistir’, isso frequentemente quer dizer que estamos associando vergonha à experiência. Nós preferiríamos não sermos confrontados com isso, preferiríamos que isso ficasse longe das nossas consciências. É por isso que esse tipo de agressão é subnotificado. É por isso que é difícil para as vítimas buscarem ajuda. Nós acreditamos que falar sobre isso é muito melhor do que o silêncio”, disse Yorkey. 

Curta nossa página e siga-nos no Instagram @breaktudoreal e no Twitter @breaktudo

Sobre o autor

Redação

Escrito pela equipe do BreakTudo. Siga o site nas redes sociais, Instagram @breaktureal Twitter /Facebook @breaktudo